Notícias

Ruy autografando no lançamento da última edição do livro do Encontros.

Ruy autografando no lançamento da última edição do livro do Encontros.

A Signi, empresa responsável pela produção do Encontros com o Professor, trabalha para, ainda em 2014, lançar a oitava edição do livro Encontros com o Professor – cultura brasileira em entrevista. A obra trará a síntese das entrevistas realizadas por Ruy Carlos Ostermann nos anos de 2012 e 2013. Estarão presentes Ná Ozetti, Fanny Abramovich, Adão Iturrusgarai, Amanda Costa, André Neves, Luiz Coronel, Mario Prata, Gustavo Spolidoro, Fabiano de Souza, Cláudia Laitano, Luis Fernando Verissimo, Luis Augusto Fischer, Enéas de Souza e o pessoal do Sala de Redação.

Até o momento, já são sete volumes publicados. Cada um traz as entrevistas realizadas no ano anterior do projeto, acompanhado de outros textos, muitas fotos e demais atrações para o leitor.

A coleção de livros do Encontros com o Professor já é, há muitos anos, considerada uma verdadeira enciclopédia cultural do Rio Grande do Sul e do Brasil. “Em oito anos de projeto, conseguimos registrar no papel a contribuição intelectual de cerca de 200 nomes que foram, são e ainda serão determinantes na literatura, na ciência, na música, na comunicação e em diferentes artes. Pessoas que já construíram e deixaram um legado nas mais variadas e interessantes áreas de atuação. E ter acesso às histórias que elas têm para contar, conduzidas pelo talento do Ruy como entrevistador é uma experiência única, viciante. E a próxima edição não será diferente. Os entrevistados ali presentes tornarão, mais uma vez, a missão de fechar o livro antes de terminar a leitura muito difícil”, adianta Cristiane Ostermann, coordenadora do projeto.

Quem deixou de comparecer a algum evento, pode, por meio da leitura, saber de tudo o que foi dito pelo entrevistado na ocasião. Quem foi a determinada entrevista e relembra-a em forma de texto, tem a nítida impressão de estar na plateia do Encontros e sentir novamente todo o clima do bate-papo, a exata maneira que foi dita pelo convidado da noite.

“O humor na Escandinávia deve ser um horror. Lá, não há problemas. No Brasil, o que não falta é assunto para se fazer ironia e humor”, Luis Fernando Verissimo.

“Ainda sou um habitante da galáxia de Guttemberg. Essa história de que o livro está morrendo é por um lado um fascínio exagerado pela tecnologia e por outro uma crença de que todas as coisas têm que ter um fim”, Luis Augusto Fischer.

“Nascemos desenhando e depois tentam nos corromper. Nos colocam em escolas de arte para tentar nos ensinar o que é certo”, Adão Iturrusgarai.

Essas e muitas outras frases, pérolas e grandes histórias você encontrará no Encontros com o Professor – cultura brasileira em entrevista volume VIII.

Instituto Ethos