Notícias

Por Fabiano Ávila*

19/09/2011 – São Paulo: O jornal britânico The Independent antecipou o conteúdo do livro Our Dying Planet (Nosso Planeta Moribundo), que foi publicado no dia 16 pelo pesquisador Peter Sale, que há mais de 20 anos estuda a Grande Barreira de Corais da Austrália e é membro do Instituto para Água, Meio Ambiente e Saúde da Universidade das Nações Unidas.

Segundo o trabalho de Sale, os recifes de coral serão o primeiro ecossistema a desaparecer da Terra por causa da ação humana e o principal fator por trás desse desastre é o aquecimento global.

“Estamos criando uma situação na qual os organismos que produzem os corais correm o risco de serem extintos ou ficarem extremamente raros. Já fizemos desaparecer muitas espécies do planeta, mas desta vez faremos sumir um ecossistema inteiro”, alertou Sale.

As emissões de gases do efeito estufa são apontadas pelo pesquisador como o grande vilão porque  causam dois fenômenos.

O primeiro é o aquecimento das águas, que já registram um aumento em sua temperatura média de 0,67°C no último século. Com as águas mais quentes, as algas não conseguem fazer fotossíntese e acabam desaparecendo, levando junto os organismos que delas se alimentam. Isto é o que provoca o “embranquecimento” (bleaching) dos corais.

O segundo é a acidificação. Cerca de um terço do dióxido de carbono que emitimos acaba absorvido pelos oceanos, o que dificulta o trabalho dos organismos para reter os minerais que constituem os recifes.

Os recifes de corais são essenciais para a vida marinha. Eles contém 25% de toda a biodiversidade dos oceanos, mesmo ocupando apenas 0,1% da área total dos mares.

Mais de 20% dos corais do planeta desapareceram nas últimas décadas e, segundo Sale, até o fim do século os recifes sumirão completamente.

* Publicado originalmente no site CarbonoBrasil.

Instituto Ethos