Notícias

21/11/2011 – São Paulo (Ciclo Vivo): O Havas, grupo francês de mídia, divulgou o resultado de uma pesquisa global sobre sustentabilidade. As entrevistas, feitas com consumidores de 14 países, mostraram como as marcas podem influenciar positivamente o estilo de vida dos clientes.

Cinco empresas brasileiras tiveram destaque no estudo “Meaningful Brands for a Sustainable Future” (Marcas Significativas para um Futuro Sustentável, em tradução livre), foram elas: Petrobras, Danone, Colgate-Palmolive, Pirelli e Brasil Foods, nesta ordem.

A pesquisa mostrou que os brasileiros acreditam mais na influência que as marcas podem exercer sobre suas vidas. A média geral de pessoas que crêem em uma possível contribuição positiva das empresas é de 20%, enquanto no Brasil este número sobe para 33%. Esta média também caracteriza a iniciativa privada com um papel importante na promoção da sustentabilidade, ao lado do governo.

Mesmo que a maior parte dos entrevistados brasileiros, 93%, acredite que as companhias devem se empenhar para resolver problemas ligados à sustentabilidade, somente 26% dos consumidores que participaram da pesquisa acredita que as empresas divulgam honestamente as suas ações. Além disso, 60% das pessoas classificam as ações sustentáveis empresariais como alternativas para melhorar a imagem das companhias.

Outro dado divulgado pelo Grupo Havas que caracteriza uma mudança no pensamento e nas atitudes dos consumidores é o fato de que mais da metade (62%) dos entrevistados se diz dispostos a pagar até 10% mais por produtos fabricados de maneira consciente. O percentual sobe 25 pontos caso os produtos sejam ecológica e socialmente corretos e continuem com os mesmos valores.

Para chegar a essas conclusões o grupo de mídia entrevistou consumidores com perfis diversos, desde os que são caracterizados como desengajados,que estão menos preocupados com sustentabilidade durante a escolha dos produtos, até os devotos, que são ativos em relação ao controle sobre os cuidados sociais e ambientais das empresas. Com informações do Clube de Criação de São Paulo.

Instituto Ethos