Notícias

Os três módulos das Oficinas de Sensibilização foram apresentados para educadores das redes públicas e privada de Canoas e Esteio, no Rio Grande do Sul.

Oficina de sensibilização para professores

Oficina de sensibilização para professores

De 2 a 4 de setembro, foram realizados no auditório do Cepe, na Refap, em Canoas, os três módulos da Oficina de Sensibilização do Projeto MudaMundo, voltados para os educadores das redes públicas e privada de Canoas e Esteio (RS). O MudaMundo tem o objetivo de disseminar conceitos éticos e de cidadania em sala de aula, promovendo valores entre as crianças do 1º ao 5º ano e seus respectivos professores. Após as oficinas, são doados os livros contendo os contos do João, um menino que queria mudar o mundo. A intenção é que a escola utilize o material e os conceitos adquiridos na Oficina em sala de aula. O projeto, que tem o patrocínio da Petrobras nestas cidades, contou com mais de 130 presenças nos três dias de evento.

O Módulo 1 propõe uma reflexão a respeito da situação da infância, da educação e do novo papel do professor na sociedade atual brasileira. Cristiane Ostermann, coordenadora da iniciativa e palestrante das oficinas, iniciou apresentando as características, a história e os objetivos do MudaMundo. “É gratificante ver como o projeto é importante e faz sentido para as escolas. Nossa meta é auxiliar os professores a disseminar valores em sala de aula. Tive a experiência de aplicar o MudaMundo em outros estados e achei que os desafios e as necessidades seriam muito diferentes em outros lugares, com culturas distintas. Mas é tudo muito semelhante. O principal problema é a desvalorização do professor”.

Material do projeto distribuído para os participanets

Material do projeto distribuído para os participantes

Ilza Silveira, representante da Secretaria Municipal de Canoas, destacou a importância do patrocínio da Petrobras e do envolvimento de 100 professores e 1,5 mil alunos na última edição. “Em outra edição, a acompanhei a ida dos alunos ao teatro e verificamos que a grande maioria das crianças nunca havia tido acesso a um espetáculo profissional, com luz, som e bonito como esse. É muito gratificante participar deste projeto”, disse.

O Módulo 2 traz uma oficina recheada de exemplos positivos e iniciativas de educadores para tentar mudar o mundo. Nesta parte, as professoras Juliana Pedroso, Camila Bueno e Camila Nobre prepararam uma apresentação e compartilharam seus resultados obtidos em atividades norteadas pela proposta do MudaMundo. Elas desenvolvem, no Centro de Formação Teresa Verzeri, em Esteio, aulas de futebol, artesanato, dança e outras diversas atividades de integração. “No início os alunos ficam um pouco receosos, estranhando o novo, mas depois eles se envolvem de uma maneira incrível, pois eles são os protagonistas, eles querem mostrar seus resultados para os amigos, colegas e para as suas famílias”, comemorou Camila.

O Módulo 3 aborda um novo olhar dos valores defendidos no projeto MudaMundo através de práticas educomunicativas. “Já tive contato com os livros do MudaMundo, mas é a primeira vez que participo da Oficina. Achei tudo muito interessante. Conseguimos adquirir conhecimentos de maneira muito agradável. Isso ajuda muito as escolas durante o ano. Pretendo aplicar todos os conceitos nos nossos projetos, principalmente, os assuntos relacionados ao meio ambiente”, contou Marilia Jacobine Brim, professora da CMEB Flores da Cunha, de Esteio e da escola estadual especial Padre Reus.

Ainda para setembro, está prevista a segunda etapa do projeto. Será a vez dos alunos das escolas envolvidas assistirem ao Teatro baseado nas histórias do menino João. O espetáculo será apresentado no dia 24, às 10h; e nos dias 17, 18, 24 e 25 às 14h, no auditório do Cepe.

Mais informações sobre o projeto MudaMundo em www.mudamundo.com.br.

Instituto Ethos