Notícias

As dificuldades relativas ao transporte urbano estão presentes na maioria dos países da América Latina, segundo conclusão de um fórum de especialistas na Cidade do Panamá, capital panamenha. A organização não governamental (ONG) Observatório da Mobilidade Urbana (OMU), que analisa as características do transporte e as áreas urbanas, revela que diariamente são feitas 214 milhões de viagens nas principais cidades da região, sendo que 43% das pessoas utilizam algum tipo de transporte urbano e 28% fazem os percursos a pé.

O fórum reúne especialistas do Brasil, México, Peru, da Colômbia e do Panamá. O encontro denominado Mobilidade e Desenvolvimento Urbano é promovido pela Corporação Andina de Fomento (CAF) e pelo governo do Panamá.

A especialista brasileira Adriana Lobo, do Centro de Transporte Sustentável (CTS), uma ONG com sede no México e filiais na América e Ásia, destacou que o problema do transporte coletivo é “mais complicado” nas maiores cidades. Ela citou como exemplos a Cidade do México e São Paulo.

“Sem dúvida, um dos desafios das cidades modernas é permitir que as suas populações se movimentem de uma maneira que seja relativamente rápida e com baixo impacto tanto em termos ambientais, quanto para sua vida”, ressaltou Adriana Lobo.

Fonte: EcoDesenvolvimento

Instituto Ethos