Notícias

Alunos do curso de Empreendedorismo Social do Programa Petrobras Agenda 21 promovem Feira Solidária.


Feira contou com trocas de produtos como roupas, livros e acessórios.

Feira contou com trocas de produtos como roupas, livros e acessórios.

Na manhã desta terça-feira, 8, moradores de Canoas e Esteio confraternizaram por meio de uma Feira de Trocas Solidárias. O evento foi o fechamento da oficina de Empreendedorismo Social, Cooperativismo e Economia Solidária do Curso de Gestão Social do Programa Petrobras Agenda 21 realizado nos municípios vizinhos à Refap. Organizada pelos próprios alunos, a Feira contou com diversas atrações como oficinas, troca de produtos e saberes, gastronomia e apresentação musical.

Também estiveram presentes familiares, a equipe da Signi – empresa responsável pela Agenda 21 em seis Estados do Brasil –, a integrante da equipe de Comunicação da Petrobras/Refap, Sílvia Frainer; o coordenador de higiene ocupacional da Refap, Gilnei de Oliveira; e a técnica de administração e controle da Usina Termelétrica Sepé Tiaraju, Maísa Hinrich Rodrigues.

A atividade, realizada no salão comunitário do Bairro Guajuviras, em Canoas, recebeu também a cerimônia de formatura e entrega dos certificados aos participantes do curso. Na parte das trocas, foram negociados variados tipos de produtos como roupas, calçados, livros, acessórios e alimentos. Já entre as oficinas gratuitas, também ministradas pelos alunos, houve produção de salgados, de sabão e uma técnica nordestina de bordado chamada Vagonite.

“Já fiz vários cursos e nunca fiquei satisfeita. Entrei neste e ele tem que continuar porque é maravilhoso. Encontrei uma turma com idades diferentes, a gente se uniu e foi muito legal. Eu amei e vou levar o empoderamento para poder fazer um pouco mais pela minha comunidade. Espero que continue o nosso grupo, que eu sei que vai seguir em frente”, disse Tania Cunha, participante da oficina.

Para abrilhantar a festividade, o grupo Som na Lata, do Centro de Formação Teresa Verzeri, promoveu uma apresentação musical com instrumentos de percussão feitos a partir de materiais reciclados. Formado por crianças e adolescentes, o grupo usa a música como meio para fomentar e disseminar a pesquisa, a cultura, a inclusão social e os cuidados com o meio ambiente.

Instituto Ethos