Notícias

Recheado de depoimentos emocionados, evento de encerramento do curso de Produção Textual foi marcado pela comprovação e compartilhamento de resultados.


Convidados participaram do descerramento do jornal mural produzido pelos alunos.

Convidados participaram do descerramento do jornal mural produzido pelos alunos.

Foi realizado na noite desta terça-feira, 30, na Casa das Juventudes, em Canoas, o evento de encerramento do primeiro curso de Produção Textual do Programa Petrobras Agenda 21 no Rio Grande do Sul. Durante cerca de um mês, moradores vizinhos da Refap, das comunidades de Canoas e Esteio, participaram da oficina que, distribuída em três aulas semanais, visou qualificar a leitura, a escrita e a interpretação de texto dos participantes. O objetivo é que, com a capacitação, aliada à fixação dos conceitos de protagonismo difundidos pelo PPA21, os alunos possam desenvolver seus próprios projetos, documentar assuntos de interesse dos bairros e produzir materiais de qualidade para diversos fins.

Na cerimônia, estiveram presentes alunos do curso, na companhia de seus familiares e amigos; a professora Elaine Maritza; Cristiane Ostermann, diretora da Signi, empresa responsável pelo PPA21 no RS e em outros cinco estados do Brasil; equipe da Signi; Sílvia Machado e Maísa Hinlich, representando a Petrobras; Margot Rahde Reali, diretora da Escola Eva Karnal; além de representantes das prefeituras de Canoas e Esteio.

Cristiane abriu o evento, ressaltando a importância da Agenda 21 e comemorando o sucesso da oficina e, em seguida, passou a palavra à professora Elaine. “Nossa proposta foi bem diferente de uma aula de português e suas regras. A proposta foi que os alunos pudessem escrever, se expressar e organizar as ideias sem nem perceber. E foi isso o que aconteceu. Eles produziram, escreveram, se apresentaram e conheceram novos autores, fotógrafos e poetas. E o mais importante foi a interação. O curso não teria tido todo esse sucesso se não fossem os próprios alunos. As respostas dadas para todas as propostas foram muito positivas ” avaliou Elaine.


Alunos também deram seu depoimento e comemoraram os resultados do curso.

Alunos também deram seu depoimento e comemoraram os resultados do curso.

Foi a vez então do depoimento emocionado dos alunos Régis, Maicon, Isabel, Nádia, Daniel e Mateus, antes da exibição do videoclipe que reuniu momentos marcantes das aulas em fotos e vídeos. “Na oficina da Agenda 21 eu aprendi a me comunicar. Às vezes, chegávamos para dar palestras com as pernas tremendo, gaguejando e sem saber o que falar. Mas com as aulas de produção textual eu aprendi bastante coisa, não só com os professores, mas também com os colegas. Aprendi a olhar as coisas de um modo diferente. E acho que é muito importante estar cercado de pessoas mais velhas que a gente. Meus amigos perceberam que eu estava com assuntos e maneira de falar diferentes. É que, com os conselhos do pessoal mais velho, eu aprendo coisas que, com o pessoal da minha idade e na folia, eu nunca aprenderia. E é esse o conselho que também dou para os amigos da minha idade, ouvir os mais velhos. Assim seremos pessoas mais evoluídas e portas vão se abrir pra gente”, disse Maicon Trocatio, de 15 anos, que desenvolve um projeto próprio com palestras contra o racismo.

Houve também o descerramento do jornal mural, um dos diversos materiais produzidos durante o curso, na forma de textos individuais ou construções coletivas. Com uma apresentação musical, os alunos Daniel e Igor fecharam a festa que contou ainda com a entrega dos certificados de conclusão para os alunos.

Tanto durante os encontros, como no encerramento, foram compartilhados com a turma diversos relatos dos participantes sobre projetos próprios desenvolvidos na comunidade que tiveram total influência dos conhecimentos adquiridos na oficina do PPA21. Ideias e sonhos que saíram do papel e tornara-me realidade foram a confirmação do sucesso do projeto e os resultados mais importantes da oficina.

Instituto Ethos